28 de abr de 2013

My Dear Nerd - Capítulo 5 - Brigadinha, Brigadinha

               Fanfic / Fanfiction de Justin Bieber - My Dear Nerd - Capítulo 5 - Brigadinha, Brigadinha, Brigadinha

POV ANNA
Bom tenho que dizer que o dia foi bem divertido. Eu, Ashley e Justin nos divertimos bastante. Sem falar que o meu nerdinho fofo tava radiante por ganhar mais uma amiga. Ashley me encheu o saco pra ir pra casa dela. E tinha que ser hoje. É mole? Pois é, não é nada fácil. Íamos eu e Justin pra casa dela. Passar o dia nos divertindo um pouco. Eu tava cansada demais pra isso, mas quem disse que ela se importou com isso?
Não, pelo contrário. Ela e Justin ficaram me enchendo o saco. Ashley cantando a musiquinha dos elefantes. Já Justin, contava sempre que podia aquela piada da galinha que atravessa a rua, só pra tirar uma com a minha cara. E, bom deu no que deu né? Bom, e aqui estou eu em minha banheira tentando relaxar, já que a minha nova amiga loira me enche o saco ligando o tempo inteiro. É, Ashley é estranha isso é fato.
Mas o que não saia da minha cabeça, é o por que de eu ter defendido aquele garoto. Certo que eu odeio, que as pessoas sejam humilhadas, mas eu nunca as defendo, por que geralmente tenho tantos problemas que, não posso ter o "luxo" de me preocupar com os problemas dos outros. Mas com aquele garoto foi diferente. Eu senti a necessidade de defendê-lo. O por que eu não sei. Mas eu sentia que ele era uma boa pessoa, eu precisava ser amiga dele. Defende-lo, e estar lá sempre que precisar. Justin merecia ser feliz, e eu ia ajudar ele com isso.
E aquela Britney, há. Ela se fizer algo com o meu nerd fofo, ela vai se ver comigo. Olha só com quem ela tá mechendo. Anna Mel Montês, a peste da minha antiga escola. Hum. Todo mundo tinha medo de mim, lá. Só porque eu derramei tinha no cabelo de uma menina, e coloquei chiclete no cabelo de uma vaca loira. Hehe, eu era du mal, eu sei disso. E a menina ficou morrendo de raiva, por que teve que raspar metade a cabeça. Mas só de um lado. Também, foi mexer comigo deu nisso. Hum! Resolvi sair de meus pensamentos. Sai da banheira, me enrolando em uma toalha. Sai do banheiro em seguida, indo até meu closet. Me secando e vestindo uma roupa qualquer  me olhando no espelho. Tudo certo. Pensei.
Ouvi a campanhinha tocar. Deve ser Ashley. Peguei o celular em cima da cama, colocando no bolso do short. Sai do quarto descendo as escadas, com calma. A campanhinha não parava de tocar, mas que coisa, eu hein. Passei pela sala, vendo minha mãe sentada no sofá, lendo uma revista qualquer.
– Mãe, vô pra sair com uma amiga. Se for demorar, eu ligo! Tchau! - falei passando direto atendendo a porta. Vendo um ser, de rosa. Ela estava sorridente, e muito arrumada. E olhando para o seu lado, vi um outro ser muito fofo, com as mãos no bolço da calça. Sorrindo pra mim, corado. Perai, corado? E eu lá sei por que ele tá vermelhinho. Só sei que ele fica muito fofo, vermelhinho. Chega dá vontade de apertar. Fechei a porta atrás de mim, parando de braços cruzados na frente dela.
– Oi gente. –falei. Cheguei perto de Justin, lhe beijando a bochecha e o abraçando em seguida. Logo fiz o mesmo com Ashley. Mas ela como é doidinha, me abraçou, deu um gritinho doido, e bateu palminhas em seguida. Ô gente loca.
– Oi Mel, cê vai com essa roupa?- perguntou ela, me girando.
– Por que? Ela tá linda assim. - revelou Justin baixinho. Mas ainda sim ouvi, e me virei para encará-lo, sorridente. O mesmo, me encarou assustado notando o que tinha falado. Ficando ainda mais vermelhinho do que estava. Awn que fofura!
– É mesmo? Acha isso mesmo de mim?- perguntei sorridente, a sua frente. Ele parecia nervoso, e com o dedo indicador arrumava os óculos constantemente.
– Hum... Er... Sim eu... Acho você linda. - revelou ele, um pouco vergonhoso. Eu gritei, o abraçando forte, fazendo ele ficar assustado ma ainda sim me abraçou de volta.
– Brigadinha, brigadinha, brigadinha!- falei enchendo suas bochechas de beijos, ouvindo a risadinha baixa dele. Mas o meu momento “um minuto de loucura” durou menos que isso, já que senti alguém me afastar dele. Até que vi, a Ashley abraçando o Justin. Se bem que aquilo não era um abraço. Já que Justin fazia careta. Ah tá. Ela tá apertando o pescoço dele.
– Brigadinha, brigadinha, brigadinha! Eu sei que sou linda! Ahhhhh sou linda! Muito linda! - gritava ela, abraçando ele com força. E quando ela finalmente soltou ele, vi Justin respirar fundo e forte.
– Você quase me matou sufocado, Ashley!- reclamava ele, respirando fundo eu ri. Ashley sorria abertamente, para ele.
– Bom, brigadinha por me chamar de linda. Afinal eu sei que sou linda! Hehehe! Cara eu AMO os meus pais! - dizia ela, fazendo pose. Nós rimos.
– Por que tanta produção? Você não disse que íamos pra sua casa?- perguntei confusa. Ela sorriu, nos puxando pela mão em direção a um carro preto parado em frente a minha casa.
– E vamos. Mais antes, vamos sair!- continuou ela sorridente. Me jogando no carro, junto com Justin. Deu a volta entrando do lado do motorista. Catando pneus.
[...]
Bom, como toda doida que se preze, Ashley encheu o meu saco valendo. Ela nos levou ao parque, nos fez ir as compras com ela e carregar todas as sacolas, e agora está nos fazendo ir pra uma praça pra comprar sorvetes.
– Oi moço, eu quero três sorvetes. Por favor.- disse ela empolgada. Revirei os olhos. Rindo é claro.
– Que sabor, jovens?- perguntou o velhinho sorridente.
– Eu quero de morango, com calda de morango e com aquelas bolinhas rosa. - falou ela sorridente. Eu ri. Que menina pra gostar de rosa. Eu hein.
– E eu, quero de napolitano, calda de chocolate, e aquelas bolinhas de chocolates coloridas. E leite moça. - respondi. (Gente, eu não sei se lá tem leite moça, mas vamos fingir que tem, tá? )
– E você Justin, o que vai querer?- perguntei pra ele. O mesmo, tateou os bolços, tirando dos mesmo uma única nota de um dólar.
– Eu vou querer um de chocolate, com leite moça.- respondeu ele, entregando a nota para o carinha. Pegamos os nossos sorvetes, pagando o carinha da barraca. Em seguida, começamos novamente a andar.
[...]
Já era outro dia. E caramba, como eu tô cansada. A doida da Ashley fez eu e Justin fazer-mos as pipocas, e assistir um filme de romance muito brega. E depois jogamos banco imobiliário. A loira vencia todas as partidas. Mas eu descobri o segredinho dela. Ela roubava, colocando as cartas em baixo da perna sem que eu e Justin percebêssemos. Puf! E ainda fiquei em terceiro depois de Justin e Ashley. E sim, eu dormi na casa dela. Minha roupa estava simples. A única coisa rosa em mim era o casaco. Já a loira, mudou um pouco o rosa ainda bem. Mas eu sabia que ela não se manteria assim por muito tempo. Fomos ao quarto em que Justin estava. Ela afobada como sempre, abriu a porta sem bater. E encontramos ele, calçando os sapatos. Sentado na cama.
– Bora povo e pova lindo! Temos que comer a refeição da beleza, ir pro carro da beleza, para ir para a escola inferno.- dizia ela batendo palmas. E com todo esse escândalo, fez claro ele nos olhar e sorrir.
– Oi meninas.- falou ele, levantando já pronto.
– Oi Juju fofura. Olha, eu vou lá embaixo, e aproveitar que a empregada tá ai pra fazer alguma coisa pra gente comer. Eu não posso estragar minhas unhas.- dizia ela, agora encarando as unhas.
– Até mesmo por que, foi eu que as fiz! Eu não vou fazer de novo, só por que você me subornou com batatas onduladas. Sua du mal.- falei rindo. Ela riu também. Bom, acho que não preciso dizer que a risada dela é escandalosa? Acho que não, né?
– Ok pessoal lindo, como eu. Vamos logo, que quanto mais rápido agente for, mais rápido voltamos.- mencionou ela. E assim saímos correndo do quarto, apostando uma corrida.
[...]
Finalmente estamos livres! Nossa, parece até que estou de férias, mas só estou alegre assim por que saímos da escola. É, e por que também não preciso ficar olhando pra cara da vaga... opa! A cara da chata da Britney, que me encarava mortalmente. E por incrível que pareça, hoje todos os alunos da escola falaram comigo. Sério, até me senti popular. E aquele garoto do corredor quando cheguei me encheu o saco de novo. Lembram dele? O gato dos olhos verdes? Pois é, ele ficou dizendo que eu era linda, que ele ficou gamadão em mim, e que me queria durante TODA a aula de Matemática. Bom, para vocês entenderem melhor, essa aula eu faço sem o Justin e a Ashley doida.
   E só tinha lugar perto dele, no final da sala. Bom, na verdade tinha uma líder de torcida sentada do lado dele, mas ele empurrou a menina só pra eu sentar perto dele. A sorte dele, foi que o professor nem percebeu e, me obrigou a sentar perto do gato de olhos verdes. E descobri que o nome dele é Frad. Ele fez questão de me seguir até o armário, e continuar jogando o charme dele. Confesso que Frad era realmente lindo, mas ele era muito convencido. Eu ODEIO pessoas assim, sabe. Acho que ele gosta de levar foras, por que os que eu dei nele, ele poderia cuspir e sair nadando.
   Sem falar que quando Justin, me viu junto com Frad ficou esquisito. Como se tivesse ficado com ciúmes. Claro, com uma amiga linda como eu que... PERA! To falando que nem a doida da Ashley. Puf! Bom, me arrumei vestindo algo um pouco mais normal vamos dizer. Preparando uma bolça, com algumas coisas como, pipoca para microondas, jogos, filmes, entre outras coisas. Só não levei esmaltes. Ah eu não ia mesmo cair na da Ashley e deixar ela me subornar com batatas onduladas.
Eu sou preparada, bem. Eu trouxe as minhas próprias batatas onduladas, salgadinhos, doces. Sabe todo esse tipo de guloseima. Dessa vez, Ashley não me suborna! Há! Coloquei também algumas roupas caso fosse passar a noite lá. Assim que coloquei a última batata na bolça, fechando o zíper escutei a campainha. Já com a bolça nos ombros, desci as escadas com um pouco de pressa. Mas assim que desci as escadas, minha mãe parou a minha frente, com as mãos na cintura.
– Onde você vai mocinha?- perguntou ela de sobrancelha arqueada. Suspirei.
– Eu vou a casa de um amigo, mãe. - falei. Ouvindo mais uma vez a campainha tocar.
– Esperai ai! - gritei de onde estava.
– Vai logo Anna Mel, minha linda beleza cansa! Lembra que você ainda vai ter que fazer minhas unhas!- gritou Ashley em resposta. Eu ri dela. “linda beleza”. Ual ela falou muito. Sentiu a ironia?
– Um amigo? E posso saber quem é? - continuou ela. Suspirei a puxando até a saída. Abri a porta, dando de cara com Ashley completamente de rosa, como sempre. Mas desta vez, eu tomei um belo susto. E ao lado dela vi Justin sorrindo sem mostrar os dentes.
– Mãe estes são Justin e Ashley meus amigos. Eu vou passar o dia na casa do Justin que é o fofo de óculos, junto com a loira emperiquitada de rosa. Satisfeita?- falei rápido de uma vez. Ela sorriu abraçando os meus amigos.
– Hum... Senhora adorei o seu cabelo. Super bem tratado e brilhoso. Que shampoo a senhora usa?- perguntou Ashley minha mãe riu, balançando os cabelos se achando toda. Ela adorava um elogio.
– Obrigada querida. Venha, eu vou mostrar a você!- respondeu minha mãe, puxando a loira pra dentro da casa entusiasmada. Eu ri, acompanhada de Justin. Me aproximei dele, ficando de frente para ele. Logo o abracei.
– Tudo bem?- perguntei, ainda abraçada a ele.
– Tudo Anna, e você?- retrucou ele.
– Ótima, brigadinha. - falei. Justin me abraçava forte. Mas é que já tinha passado uns cinco minutos, e ele continuava a me abraçar com a cabeça apoiada em meu ombro.
– Justin, já pode me soltar!- falei rindo. Assim que terminei de falar, senti ele partir o abraço um pouco envergonhado. Ou seja, MUITO vermelhinho.
– Desculpa, é que eu me empolguei.- retrucou ele, coçando a nuca, vergonhoso. Eu ri.
– Galerinha, vamos logo!- disse Ashley aparecendo do nada, nos puxando pela mão, nos jogando dentro do carro.- ah, senhora mãe da Anna Mel, adorei suas dicas! Brigadinha, minhas unhas agradecem. - gritou a loira, para minha mãe.

Aqui está mais um. Espero que tenham gostado, amores. Beijos :)

0 comentários:

Postar um comentário

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang