4 de mai de 2013

My Dear Nerd - Capítulo 12 - Que a Tortura Começe

Fanfic / Fanfiction de Justin Bieber - My Dear Nerd - Capítulo 12 - Que a Tortura Começe

Uma Semana Depois...

Bom estava tudo perfeito. Eu e Justin continuavamos, juntos Ashley continuava louca como sempre. Frad continuava dando em cima de mim, enquanto a Damon... bBm. Ele eu não vi mais desde o dia do baile. Eu realmente estava preocupada com ele. Caramba, ele era o meu amigo. Será que ele pensou que não o queria como companhia? Céus! Eu deveria  ter me explicado com ele. Uma das pessoas, que me deu o ombro para chorar quando eu tava com ciúmes do Juju. Eu não o amava como amo Justin, mas, ainda sim o amo. É meu amigo, e meu peito doia por saber que eu possivelmente não o veria mais. Ele era lindo, como a minha amiga loira dizia, claro. Mas havia algo mais que beleza. E sim o carater dele.
Damon era uma boa pessoa, e eu o queria por perto. Para rir das nossas palhaçadas, para chamar a Ashley de doida junto a mim e o Juju. Para comer pipocas e batatas fritas super gordurosas,assistiamos filmes de comédia Brasileira. Era muito legal, por que eles não entendiam nada. Principalmente nas partes de palavrão, ou quando eles faziam uma piada. O predileto deles era O Alto Da Compadecida, mesmo não entendendo nada. (N/A: vocês já assistiram esse filme? É muito massa!). durante essa semana, eu tinha deixado a torcida. Sim, eu deixei. Afinal tudo isso, foi por ciúmes sem falar que foi um pouquinho vulgar. Sabe, eu agi como uma vadia enciumada. Admito. Tinha apenas uma coisa que não me agradava. Eu soube que a minha prima vinha passar alguns dias aqui. O nome dela é Ananda Beatriz , mas eu nunca gostei dela. Bom devem estar se perguntando o por que. Bom, é bem simples. Da última vez que ela dormiu na minha casa, ela ficou com o meu quarto e tive que dormir no sofá. Ficou também, com minha comida predileta, mexeu no meu computador e formatou ele.
Da última vez que ela foi para minha casa, ela tentou alias, ela deu em cima do meu namorado, ficou com metade dos cd’s dos meus cantores prediletos, levou três perfumes meus. Dos mais caros. E todos ficavam elogiando ela, por conta de seus invejáveis olhos azuis e cabelos negros e longos. Ela fazia da minha vida um completo “inferno”, e nada eu podia fazer. Se eu reclamasse, dormiria no sótom. Perto dela, eu era sempre a segunda opção. Tudo era ela, tudo eles davam para ela, tudo ela tinha. Ninguém ligava pra mim, quando ela tava por perto. Uma vez, quando eu era pequena eu cai e ralei o joelho. Ela ao meu lado, ficou rindo de mim, enquanto eu chorava alto. Ninguém sequer, deu valor aos meus protestos e, eu tive que mesmo com dor levantar ir para casa que era bem longe, e fazer eu mesma os curativos.
Pois é, essa era minha vida perto dela. Sempre sua sombra. Ela era muito bonita, isso é fato. Mas é justamente disso que tenho medo. Medo de Justin acabar gostando dela, e meu coração ficar em pedaços. Eu tinha medo de perde-lo, isso era a única coisa que eu não queria. A única pessoa que realmente me dava atenção, era a minha avó. Mas ela já tinha morrido, a dois anos. Fiquei desolada quando soube. Antes de morrer, ela me deu um pingente lindo de coração, para lembrar sempre dela. Era esse colar, que eu sempre carregava no pescoço. Sempre.
– Amor? Amor? Anna!- dizia Justin chamando minha atenção. Balancei a cabeça para os lados, o encarando.
– Hum? Desculpa eu tava aqui pensando, lindo.- confessei respirando fundo. Sentindo suas mãos fazerem carinho em meus braços, deitados na cama do meu quarto.
– O filme que escolhi está tão ruim assim?- brincou ele, me dando um beijo estalado na bochecha.
– Não é isso, é que... Hum.
– O que incomoda meu anjo? Você sabe que além de namorado, sou seu melhor amigo. Pode me contar o que quiser.- comentou ele doce. Respirei fundo, o encarando.
– Bom, é que eu soube que minha prima irá passar um tempo aqui. Mas é que... huf! Deixa pra lá. Eu preciso ter isso só para mim, espero que entenda meu amor. Eu sinto muito.- suspirei
– É só isso? Fica tranquila linda, não importa o que aconteça, você mora no meu coração... E na minha casa.- brincou ele. Eu ri. Não eu não ia contar pra ele. Claro, vocês poderiam achar que eu estava fazendo muito drama, mas só eu sei o que já passei com ela.
– Obrigada lindo. É bom saber que me entende. Obrigada mesmo.- falei baixinho, vendo ele sorrir.
– O amor que tenho por você é de graça. Eu simplismente te amo, e isso basta para que, eu faça de tudo por você. Eu te amo, meu anjo. Amei, amo e sempre irei amar. Não importa o que aconteça. Eu sempre vou te amar.- dizia ele. Sorri tomando seus lábios. No começo, foi algo doce, gentil, carinhoso. Romântico. Mas só no começo. A essas alturas ele estava sem o seu ábto suéter. Me beijando como se eu fosse o ar que necessitava. Estava sentada em cima de seu Bieber II, rebolando ouvindo-o gemer baixinho durante o beijo. Ele apertava forte o meu bumbum, enquanto me beijava enlouquecidamente.
– Oh céus. Você está deixando o Bieber II em pé, meu amor. - dizia ele entre o beijo. Enquanto sentia uma de suas mãos, acariciar e apertar minhas pernas.
- Rebola para mim, meu anjo. Eu preciso sentir você. Oh!- gemeu ele, baixinho em meu ouvido, enquanto beijava e mordiscava meu pescoço. Rebolei um pouco mais forte, sentindo ele me segurar ainda mais forte. De olhos fechados, mordendo fortemente os lábios. A medida que o tempo passava, a cama balançava devido a força com que fazia os movimentos, ainda por cima de sua calça. Nos beijamos novamente.
– Anna Mel querida, eu... Nossa!- falava uma voz feminina entrando no quarto. Paramos o beijo, encarando minha mãe, que os observava estranho. Eu sabia que Justin a essa altura estaria extremamente vermelho, o que seria fofo. Se não fosse pelo estado em que ela nos encontrou. Ai caramba.
– Oi mãe.- sorri amarelo para ela, que balançou a cabeça negativamente rindo fraquinho.
– Olá crianças. Eu tenho uma surpresa para contar. – disse ela sorridente.- a sua prima chegou Anna Mel, querida. Venha até aqui, Ananda.- disse ela. Até que eu tive a visão de uma morena entrando no meu quarto, com cara debochada.
– Olá, prima querida. - disse ela, debochada sorrindo maldosa para mim. Suspirei pesado. E que a tortura comece!


Aqui está mais outro cap da fic. Beijos  :)

1 comentários:

  1. oi flor , eu só queria te avisar q tem uma menina copiando a sua IB ( my dear nerd)e nao esta colocando créditos , ela é desse blog aqui :
    http://imaginebelieberoursong.blogspot.com.br/2013/05/capitulo-11-baile-especial-my-dear-nerd.html

    ResponderExcluir

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang