14 de mai de 2013

My Dear Nerd - Capítulo 19 - Aniversário

Fanfic / Fanfiction de Justin Bieber - My Dear Nerd - Capítulo 19 - Aniversário

POV ANNA
 Dias depois......
Hoje era exatamente 1º de Março. O dia do meu lindo. Sim era o niver do Juju. E aqui estavamos, eu e Ashley tentando encontrar algo perfeito para ele. Mas eu não tinha chado algo bom o suficiente. O mais importante, nós já tinhamos preparado. Mas ainda faltava o presente ideal pra ele. Já era a décima quinta loja que entramos e saimos. Mas nada de eu encontrar um presente decente pra ele. Pera ai. O Juju sempre dizia, que queria um celular pra falar comigo. Hum... isso tá me dando umas ideias aqui.
– Ashley vem comigo.- falei a puxando para uma loja.
– Ai meus bracinhos, Anna. Tá machucando.- reclamou a loira, enquanto eu a puxava.
– Deixa de frescura menina. E me segue.- falei, não dando ouvidos pra ela. A puxei, finalmente entrando na loja. Um vendedor, bem bonitinho por sinal veio em minha direção.
– Em que posso ajudar, senhoritas.- perguntou ele sorrindo para nós duas.
– Hum... Claro. Bom, eu estou a prorcura de um aparelho celular.- falei mordendo os lábios. Implorando em pensamentos para que ele tivesse um que o, Juju pudesse gostar.
– Claro, senhoritas. Me acompanhem por favor.- falou ele. O acompanhamos até o balcão. Onde em cima do mesmo, deixou vários modelos sobre ele. Pigarreei, olhando para os modelos.
– Ai que lindo. Vou querer esse rosa, aqui.- falou Ashley afobada para um aparelho.
– Ashley todos são rosa.- comentei com um certo tédio. Ela deu de ombros.
– Eu sou expert em rosa, cara melhor amiga. Caso não tenha reparado, existe uma grande diferença, entre esses rosas, Ok? Então, deixa quieto. - respondeu ela.
– Vou querer esse.- falou ela para o rapaz que sorriu.
– Vou providenciar. Pode ir para o caixa, senhorita. Obrigada e volte sempre. – falou ele. Ela sorriu, caminhando em direção ao caixa.
– E a senhorita. Qual aparelho deseja?- perguntou ele sorrindo doce, me analisando por inteiro. Sorri forçada.
– Bom é que... Não é pra mim.
– É para uma amiga? Temos um modelo muito....
– Não! Espera, por favor. Não é pra minha amiga. É para o meu namorado. Ele faz aniversário hoje.- falei, vendo ele perder o sorriso do rosto. Suspirando fundo.
– Ah claro. Temos vários. – falou ele, pondo sobre o balcão mais alguns modelos.- olhe estes.- continuou ele. Encarei cada um, até finalmente encontrar o aparelho ideal para o meu Juju.
– Este aqui. – apontei para um deles. O rapaz sorriu forçado pra mim.
– Boa escolha senhorita. Obrigada, e volte sempre.- falou ele.
- Espero que seu namorado, goste do presente.- concluiu ele.
– Obrigada. Tenha um bom dia.- respondi, caminhando em direção ao balcão. Ouvindo um suspiro. Talvez vindo do rapaz que me atendeu. Eu hein.
[...]
– Já vai. - Escutei uma voz, do outro lado da porta. Sorri para Ashley, que sorriu de volta.
– Oi gent... Nossa. Por que estão tão arrumadas?- perguntou Justin, confuso. Sorri lhe dando um beijo doce. Entrando na casa, junto a Ashley, que trajava um lindo vestido rosa, vendo minha sogrinha sentada no sofá. A mesma sorriu pra mim. Hehehe ela sabe de tudo. Tudinho.
– Olá pra você também, meu amor.- respondi deixando as sacolas no sofá.
– Por que está usando esse vestido tão bonito? estão tão arrumadas assim? Aprece que vamos a uma festa.- continuou ele, ainda confuso. Olhei para baixo, observando com rapidez minha roupa e ri dele, tornando a erguer a cabeça.
– Espere. O que vocês estão armando? – perguntou ele dando passos para trás, desconfiado. Eu ri, chegando perto dele, com uma sacola em mãos.
– Nada. Mas eu quero que vista isso. – falei lhe dando a sacola. Ele a segurou ainda confuso.
– Por que? O que você está aprontando, amor?- perguntou ele receoso.Parecia estar com medo, do que eu e Ashley poderiamos aprontar. Ele ficou tão fofinho, fazendo essa carinha. Que não resisti. Suspirando que nem boba.
– Que foi? Tá com carinha de quem tá aprontando. Fala logo, Anna Mel Montês. O que foi que você fez, mocinha? - falou ele, arqueando a sobrancelha. Eu ri. Ele parecia minha mãe, falando.
– Temos uma suspresa pra você. Feliz aniversário, amor! - sorri largo. Apertando suas bochechas, enchendo seu rosto de beijos. Justin riu, me segurando pela cintura.
– Obrigada, meu anjo. Mas por que tenho que vestir isso?- falou ele doce.
– FELIZ NIVER JUJUBA! E “DE NADA” POR ANTECIPAÇÃO, EU SEI QUE SOU LINDA E MARAVILHOSA! OBRIGADA. - gritou a loira. Ele riu.
– Obrigada, Ashley.- falou ele.- nossa, ela me deseja feliz aniversário, e fala “de nada” por antecipação. Ela é doida. Muito doida.- sussurrou ele. Eu ri alto.
– Tudo bem, meu lindo. Sobe e se troca, teremos uma longa noite pela frente. – falei, olhando para minha sogrinha e para Ashley maliciosa.
– Ok, as mulheres mandam. Tô indo.- falou ele, caminhando em direção a escada.
– Mas olha. Estou de oooolho em vocês, ok? – falou ele, fazendo alguns gestos com as mãos. Logo subindo as escadas, sumindo do meu campo de visão.
– Que a operação "Niver Do Juju" começe.- falamos eu e Ashley sorrindo maliciosas. Minha sogrinha caiu na gragalhada.

POV JUSTIN
Subi para o quarto, fechando a porta. Tirei da sacola, uma roupa. Era diferente das roupas, ridiculas que costumava usar. Elas eram de uma marca conhecida, ou seja, essas roupas eram caras. Eu não queria que ela gastasse tanto comigo. Era para ser o posto, não é? É muito ruim, saber que eu não posso presentear a minha garota quando eu bem entendesse. Minha mãe, passava a maior parte de seu tempo trabalhando, para que tivessemos o que comer no fim do dia. Para comprar minhas roupas, que não são tão boas assim. Para comprar meus óculos, e me dar o dinheiro do lanche da escola. Era por isso que eu estudava tanto. Para poder ter um bom emprego quando crescer, e dar do bom e do melhor para minha mãe, e minha família.
Mas tinham pessoas, que me julgavam pelas roupas que eu usava. Elas não viam que por trás desse óculos, tinha uma pessoa. Alguém que sonhava ter o melhor para sua família. Elas brincavam comigo, por eu não ter o dinheiro que elas tinham. Me batiam e xingavam, das piores coisas. Achavam que eu não era nada. Pisavam nos meus sentimentos, como se fossem um brinquedo. Anna Mel foi a garota que fazia meu coração bater mais rápido e devagar ao mesmo tempo. A única garota, que se importou de verdade comigo. Que se tornou minha primeira namorada.
A primeira que me ama de verdade. Assim como a amo. Era por isso que, eu queria poder dar tudo o que ela pedisse, quando saimos. Mas é sempre o oposto. Suspirei, me arrumando depressa. Sai do banheiro, já arrumado. Com os meus, companheiros óculos arrumados em meu rosto. Ouvi alguns barulhos vindo do andar, de baixo. Sai do quarto, fechando a porta. Desci as escadas, vendo várias pessoas na sala. Espera. Eles são minha familia. O que estão fazendo aqui?
– Parabens pra você. Nessa data, querida. Muitas felicidades, muitos anos de vida....- cantarolavam eles, assim que apareci na sala. Eu sorri largo, sentindo que algumas lárgimas, molhavam a borda dos meus óculos, e minhas bochechas. Vi ali, Anna sorrindo largo pra mim, batendo palmas. Cantando junto aos outros, membros de minha familia.
Caminhei em direção a Anna, vendo na mesinha de centro da sala, um bolo muito bem feito onde estava escrito “Feliz Aniversário Justin”. Sorri ainda mais, se é que isso era possivel. Enquanto caminhava, eu falava baixinho com alguns familiares, que não via a muito tempo. Ao ficar finalmente de frente, para a mesinha onde estava sobre a mesma o bolo vi ela sorrir pra mim.
– Eu te amo. - sussurrou ela para mim, sorrindo largo.
– Justin! Justin! Justin! Justin!- gritavam meus familiares a minha volta. Cheguei perto do bolo, assoprando as velinhas do mesmo. Ao som das palmas das pessoas a minha volta. Levantei o olhar sorrindo. Abracei, Anna, Ashley, mamãe. Todos os que estavam ao alcance de meus braços. Eu estava realmente muito feliz. Esse realmente foi o melhor aniversário, que já tive.
– Obrigada. Obrigada. Eu amo vocês.- falei depois de partir o abraço. Completamente emocionado.
[...]
– Então, gostou da surpresa?- perguntou ela. Sorri largo, segurando em sua cintura. Colando nossos corpos. Lhe dei um selinho longo.
– E você ainda pergunta? Esse sem duvidas, foi um dia inesquecivel. Eu nunca, tive minha familia toda junto de mim, em um mesmo lugar. Comemorando meu aniversário. Isso era tão irreal. Obrigada, meu amor. Você não sabe, o quanto estou feliz. Não sabe o quanto eu te amo. Por simplismente existir e fazer parte da minha vida. Eu te amo, tanto. Tanto.- respondi lhe beijando. Sentir seus lábios, junto aos meus, era simplismente a melhor sensação do mundo.
Eles se tocavam, tão doces. Gentis. Nos tinhamos uma ligação muito forte. Um amor, muito forte. Eu sabia, que estava completamente dependente dela. De seus beijos, de seu carinho. De ouvir sua voz, dizendo que me ama, ouvir suas risadas. De quando tiramos fotos, fazendo aquelas carinhas estranhas. Lembro nitidamente, da vez em que ela dormiu na minha casa. Trouxe, aqueles filmes melosos pra gente assistir. Trouxe pipocas, salgadinhos e batatas onduladas. E uma pelucia bem engraçada, de uma ovelhinha. Ficamos até altas horas da madrugada, conversando e trocando carinhos. Não houve nada alem disso, mas, foi um dia muito especial. Anna Mel era tudo pra mim. Eu não a deixaria ir. Não ia. O beijo foi parando, pouco a pouco. Nós dois, ainda sorriamos um para o outro.
– É tão bom saber que você gostou. Hum... eu tenho mais uma coisa pra mostrar pra você. Bom, na verdade é um presente. Não é algo que se diga “nossa que presente perfeito” mas é do fundo do coração. Espero realmente que você goste. Feliz aniversário, amor.- falou ela me entregando uma caixinha.
A mesma estava enfeitada, em um papel presente azul com uma fita dourada, em volta. Tirei a fita, junto ao papel presente. Vendo uma caixa de.... espera! Ela me deu um celular. E não era um simples celular. Era um android. Era um aparelho lindo, e agora, eu poderia falar com a minha garota. Era simplismente por isso que eu queria um celular. Para falar com ela. Sorri largo, a abraçando fortemente contra meu corpo. Destriubindo beijinhos por seu rosto.
– Obrigada, obrigada, obrigada. Eu amei, meu anjo. Agora eu posso falar com você sempre. Obrigada meu amor.- falei contente, partindo o abraço. Dando vários beijinhos por seu rosto. Ouvindo o som de sua risadinha, tão conhecida por mim.
– Que bom que gostou. Mas eu tenho mais uma coisa.- falou ela sorrindo sapeca.
– É? E o que é?- perguntei curioso. E muito, mais muito animado.
– Primeiro, eu vou ter que por essa venda no seu rosto.- respondeu ela, mostrando o pano que tinha em mãos.
– Por que?- perguntei agora. Ainda mais curioso. O que será que ela tá aprontando?
– Você confia em mim?
– Claro que sim. É que eu estou curioso. Eu nunca tive esse tipo de coisa, antes. – revelei mordendo os lábios, curioso.
– Você vai gotar eu prometo.- completou ela doce. Pondo a venda nos meus olhos, por cima dos óculos. Segurou em minhas mãos, me conduzindo para um lugar desconhecido.
[...]
– Isso. Agora fica parado, aqui tá? Eu já volto.- falava Anna. Eu ainda estava com a venda nos olhos, me empedindo de ver algo. Bom, eu podia até dar uma espiadinha, mas acho melhor deixar ela tirar a venda. Ela parecia tão empolgada. Não iria destrir sua surpresa.
Após alguns minutos, senti mãos segurando meus braços, com delicadeza. Eram mãos pequeninas, que pareciam serem delicadas. Anna Mel. Senti que ela ia tirando pouco a pouco minhas roupas. Até eu sentir que ela, se livrou de todas as peças. Me deixando apenas, com minha cueca boxer cinza. Pude sentir também a venda, deslisar por meu rosto. Parando no chão. Olhei em volta. Notando que, estavamos em um possivel quarto de hotel. A cama, com pétalas de rosas vermelhas vibrantes. Haviam também algumas velas. Tudo contribuia para um ar romantico.  Uma musica tovaca, em som ambiente. Era uma melodia tão doce, calma. Romantica. Até finalmente mirar o olhar para a garota a minha frente. Ela estava tão linda. Parece até um sonho. Não consigo acreditar que ela, preparou isso tudo pra mim.
– Lembra que você me disse uma vez, que queria ter uma primeira vez romantica, a luz de velas? – perguntou ela doce, ficando frente a frente comigo. Acenti positivamente com a cabeça.
– Eu lembro.- falei baixinho.
– Eu vou te proporcionar esse momento. Mas apenas se você quiser. Mas se não estiver preparado eu vou entender. Eu..- dizia ela.
– Não. Eu quero sim. Só por que é com você. É por isso que esse momento é tão especial. Eu amo você e, eu simplismente não tenho palavras para agradecer, todas essas surpresas maravilhosas. Eu oro todas as noites, agradencendo a Deus por ter você em minha vida. Você não sabe o quanto estou feliz agora.- falei. Peguei doce sua mão pequenina. Presionando-a mesma sobre meu peito.
– Está sentindo isso?- perguntei, vendo ela acentir sorridente.
– Ele sempre fica assim perto de você. A única garota que, fez e faz meu coração bater rápido e devagar ao mesmo tempo. Você é a única que causa esse efeito em mim. Só você. – conclui sorrindo largo pra ela.
– Eu vou fazer ser especial. Eu prometo.- disse ela, também sorrindo. Tirando o robie que cobria seu corpo. A vi ali, coberta apenas com uma lingerie. A mesma era de cor preta. Fazendo um contraste, com sua pele. lingeire que também, valorizava cada curva milimétrica de seu corpo, perfeito e escultural. Ela sorria doce para mim. A peguei pela cintura.
– Eu te amo.- falei doce, lhe acariciando docemente a bochecha.
– Eu também te amo, meu lindo. Muito.- disse ela tomando meus lábios em um beijo doce.
Nossas linguas, pareciam se acariciar enquanto eu a peguei nos braços. Caminhando lentamente até a cama. Enquanto sentia suas mãos, fazendo carinho em minha nuca. Parti o beijo, delicadamente. Lhe beijei a bochecha, a colocando delicadamente sobre a cama. Me deitando por cima dela, sem por todo o peso. Tomei seus lábios novamente em mais um beijo. Esse é o melhor presente de aniversário, que eu já recebi. Eu te amo, Anna Mel Montês.

0 comentários:

Postar um comentário

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang