18 de set de 2013

A Hora do Pesadelo - Capítulo 6 - Ele pegou o Jesse

POV JESSE
Bati o pé freneticamente sobe o colchão desconfortável da cela. Era a segunda vez que me estapeava para me manter acordado. O preso do beliche de baixo não parava de reclamar do meu jeito esquisito. Aquilo não era justo. Só fazia algumas horas que tinha perdido minha namorada da forma mais cruel e desumana. Eu não fiz nada com ela, jamais a machucaria. Eu a amava, eles não percebiam isso? Nancy e Justin pareciam assustados demais para falar alguma coisa. Ele estava preocupado em acalmar Nancy, fazê-la parar de chorar. Não foi uma tarefa fácil. E durante esse momento, quando ainda estava de joelhos na frente da minha namorada morta, que os policiais me prenderam  sobe o olhar assustado dos dois. Fui preso por um crime que jamais cometeria. Não tive tempo de conversar com meus pais, e para ser sincero eu não queria. Nancy estava certa, mais uma vez certa. Sempre que dormimos, damos a Freddy uma nova chance de nos matar. Assim como Dean, Lola morreu enquanto dormia; acreditando no que falei, confiando em mim que dizia que aquilo não era real. Eu estava dormindo, assim como ela, porque ele não me matou? Porque ela, justamente ela?
Ainda lembro do olhar frio e assutado que Nancy lançou para mim, enquanto ela abraçada por Justin. É, ele gostava dela, me contou à alguns meses, apesar de achar que ele a ama desde sempre, e só se deu conta disso há pouco tempo. Mas aquilo não era tão importante pra mim. Desejava poder voltar no tempo e ouvir o conselho de Nancy e não deixar Lola dormir. Eu também não queria fechar os olhos.
- Dá pra parar com isso, idiota? Estou tentando dormir! - gritou o cara de baixo. Cocei os olhos, tentando controlar a vontade absurda de dormir. Arregalei os olhos quando a porta da cela de abriu, fazendo um barulho irritante invadir meus ouvidos.
- Vamos garoto, seus pais pagaram a fiança. - disse o mesmo policial gordinho que me trouxe para cá. Saltei da cama sem qualquer animação e sai daquele cubículo. Talvez, pudesse tomar algo que me mantivesse acordado o máximo de tempo possível. A luz do corredor ficou fraca, e em seguida começou a piscar. Parei instantaneamente onde estava. Tinha algo errado. Não há fiança para um crime de homicídio. Quando percebi o que estava realmente acontecendo, virei para trás vendo apenas uma parede branca á poucos centímetros de mim.
- Droga. - resmunguei antes de todas as luzes se apagarem. Tentando me manter nas pernas, segurei um grito quando tudo ficou escuro. Segundos depois parecia que não estava mais no mesmo lugar. Era diferente de todos em que visitei em sonhos. Parecia-se muito com um matadouro. Tudo que queria era ser acordado, mas meus pés pareciam estar presos na escada de ferro.
- Jesse... Jesse me ajude. - como que acordando ao ouvir a voz de Lola, desci degrau por degrau com desconfiança e medo. Mas aquele silêncio cortado por barulhos estranhos e assustadores me deixava nervoso.  Olhava para tudo que podia, mas minha caminhada foi interrompida por criancinhas a minha frente. Elas não sorriam, pareciam quase tão tristes e assustadas quanto eu. Reconheci algumas delas e para meu total espanto, lá estavam as miniaturas de Lola, Dean, Justin e Nancy. Todos tinham aspectos de pessoas mortas, exceto por Justin e Nancy.
- Eu avisei, não avisei? Agora vai ter que arcar com as consequências. - a miniatura de Nancy falou com um sorriso sinistro, e os outros concordaram.
- Se esconda, ele vai pegar você. - aconselhou a loirinha e doce mini Lola. Justin, ou seu "eu" de cinco anos apontou para algo atrás de mim. Quando virei, percebi do que se tratava. Freddy ergueu as lâminas e as usou para arranhar os canos, o barulho que se seguiu foi terrivelmente assustador. Não esperei que ele fale mais nada e saí correndo o mais rápido que minhas pernas trêmulas permitiam.
- Socorro Jesse. - chamou Lola mais uma vez. Eu não sabia se tentava encontrá-la ou se corria para longe do cara que está com facas na mão e tentando me matar.
- Vamos brincar de pega-pega? Tudo bem, então. Está comigo. - ele disse atrás de mim. O infeliz andava tão normalmente que me perguntei se estava realmente correndo. Virei em um corredor na direita, e depois á esquerda. De olhos arregalados, parei no mesmo instante, o medo e horror a flor da pele. Tinha vária pessoas mortas, penduradas em iscas de ferro presas a parede, e meu Deus entre elas estava a minha Lola.
- Oh Deus. - sussurrei assutado. O corpo parecia tremer mais do que o normal quando senti uma respiração bater em minha nuca. Virei rápido, vendo quem eu mesmo desejava .
- Não... Apenas eu.
- O que quer de mim?
- Não sei Jesse. Acha que se pode voltar no tempo? - Freddy perguntou enquanto andava, me fazendo recurar devagar. Me vi sem saída quando minhas costas bateram no corpo sem vida de Lola. - RESPONDA!
- Não.
- Acha que os mortos podem voltar a via?
- Não. - tremi, me encolhendo.
- Foi o que pensei. - riu passando as facas nas minhas costas enquanto gritava de medo. Já ajoelhado no chão, as mãos cobrindo o rosto, ele parou o que fazia. Sua risada ainda continuava a reinar no local.
- Porque está gritando, nem cortei você ainda. - comentou diabólico, e fiquei ainda mais encolhido com a cabeça no joelho à espera de um golpe fatal. Aquilo não aconteceu. Ouvi passos ficando distantes e depois nada mais era ouvido além do som da minha respiração. Porque ninguém me acorda, mas que droga! Dei um passo a frente. Será que ele foi embora?
- Pensando em mim? - foi tudo que ouvi antes de ter o coração atravessado por quatro facas de trás para frente e meu corpo cair sem vida no chão.
[...]
POV NANCY
- Será que você nunca vai parar de comer isso? - brincou Justin quando levei mais um Doritos a boca. Ele sentou ao meu lado no banco da pracinha. Acabamos de sair de uma missa dedicada a minha melhor amiga, Lola. Era terrível ela ter morrido, ainda mais do jeito que morreu. E mesmo tentando, Justin não conseguia me fazer esquecer o que vi naquele quarto. Talvez ele esteja tentando esquecer também, ou simplesmente tentando diminuir o clima pesado e triste. Mas não era fácil. Ela era minha melhor amiga, a melhor de todas.
- Quem ligou? - perguntei vendo-o guardar o celular no bolso. Ele suspirou e me olhou em seguida.
- O Jesse, ele...
- O que houve com ele, Justin?
- Ele morreu á algumas horas atrás enquanto dormia. Freddy o pegou. - soltou de uma vez. Não sabia o que falar ou dizer. Ele era meu amigo também. E senti o mesmo que senti quando Lola morreu. Raiva, dor, tristeza, impotência. Uma brisa chacoalhou meus cabelos, ainda absorvendo a notícia da morte de Jesse.
- Nós precisamos fazer alguma coisa. - falei depois de algum tempo.
- E o que vamos fazer?
- Eu tenho sonhado com uma escola. E também sempre tem uma criança.
- Crianças?
- É, você, Lola, Jesse, Dean. Mas é muito confuso porque só conheci vocês no fundamental. - respondi. Ele chegou mais perto.
- Você me vê com cinco anos?
- É, porque?
- Porque eu também sonhei com você quando era criança, e também vi a escola. Espere, acha que pode ter alguma ligação? - perguntou ele.
- Talvez, nada disso apareceria nos pesadelos por acaso.
- Mas e Freddy? Quero dizer, eu não me lembro dele, jamais conheci alguém chamado Freddy. E porque ele nos persegue, porque está matando nossos amigos? Tentando nos matar?
- Eu não sei mas acho que nossos pais estão escondendo alguma coisa. Temos que descobrir um jeito de pará-lo, Justin. - retruquei cansada. Estava a tempo demais acordada. Ele me abraçou e depositou um beijo doce nos meus cabelos. Aquilo me fez sentir segura, mas ao tempo, fiquei temerosa que o mesmo acontecesse com ele.
- Faremos assim. - folgou um pouco o abraço, olhando para mim. - Falamos com nossos pais, e depois nos encontraremos à tarde na biblioteca da cidade.
- Mas e se ele nos pegar antes...
- Ele não vai, pequena. Confie em mim, vai dar tudo certo. - afirmou ele deixando um doce carinho em minha bochecha. Certo, vamos então descobrir o porque de tudo isso.

Notas Finais:
Então, depois de tanta demora aqui estou novamente. Não acho que esse cap ficou grande coisa, mas já estou trabalhando em outro cap e vou tentar fazer melhor, ok? O que acharam? Vou ser sincera, teve alguns momentos que pensei em desistir dessa fic, mas depois comecei a ver o filme novamente e escrevi e quando percebi já tinha escrito o cap inteiro. Espero que tenham gostado, me digam o que acharam, ok? Beijos :D
Morte de Jesse: http://www.youtube.com/watch?v=Klke1EjnU_Y

0 comentários:

Postar um comentário

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang