13 de set de 2013

My Dear Nerd - What If - Capítulo 47 - A Última Semana

 
 POV JUSTIN
- Será que dá pra você parar de comer minhas empadinhas, loira? Pare de roubá-las de mim! - rerclamou Anna, parecendo bem irritada. Ashley sorriu dando de ombros.
- Não estou roubando, apenas estou pegando sem pedir.
- Isso é roubar.
- Não é não. É pegar sem pedir, ué! - deu de ombros novamente.
- Tudo bem, Ash, você pode comer as minhas empadinhas. - falou Damon, levando o seu prato para perto dela; Ashley sequer olhou para ele.
- Me diz aí, Jujubona, como foi lá? Atlânta é legal? - tornou a perguntar a loira. Ao meu lado, Anna não parava um segundo de por comida na boca. Era fofo, devo admitir. Mas também era muito engraçado, porém ela parou o que fazia ao ouvir a pergunta da amiga. Os outros também pareciam bem curiosos, loucos para saber a reposta.
- É legal.
- E você conseguiu uma gravadora? – continuou a perguntar.
- Não.
- Ah, Jujuba! Jujubinha, Jujubona! Eu sinto muito! - disse com as mãos no rosto, não acreditando no que tinha ouvido. Ok, foi fofo.
- Tudo bem. Estou em casa, com as pessoas que amo e isso basta.
- Certeza?
- Uhum.
- Tá, então o que tem naquela mala? - perguntou curiosa e ri com isso. Essa é a Ashley o que posso fazer? Andei até a mala extra, e a puxei para meu colo. Quando a abri, a loirinha parecia ter os olhos anda mais azuis quando viu o conteúdo da mala.
- Ai, por mil esmaltes coloridos! Jujubona, é o meu kit de esmaltes Dona Kajju Bijú! – berrou Ashley tirando animada, um saco com o kit de esmaltes que achamos por lá, e que tínhamos certeza de que ela gostaria muito. Dito e feito. A cada vez que ela pegava alguma coisa do kit, passava as mãos delicadamente sobre a embalagem e tornava a guardar com muito cuidado, como se fosse algo bastante precioso para ela. – Isso é tão legal! É lindo como eu, olha pra isso, abelha! – continuou, contente.
- Como é que diz, Ashley? – perguntou Anna, já de boca vazia, como se falasse com uma criança.
- Ah, é, brigadinha Jujuba por me dar esse kit da Dona Kajju Bijú, perfeito como eu. Você é um açúcar de pessoa! – agradeceu ela. Ri junto a Anna, Mike e Damon. Vasculhei um pouco mais, lá dentro, e vi algo para os garotos. Os tirei de lá e entreguei as sacola para os dois. Mike foi o primeiro a abrir o seu presente, e de lá tirou um caderno de caligrafia, bastante útil para a escola – vi que ele precisava melhorar a escrita dele, a sua letra era um horror, pior que um garrancho. E sim, o ajudei com algumas atividades escolares e, para mim, estava traduzindo do Latim para o Inglês – e uma jaqueta de couro preto. Ele agradeceu, meio confuso pelo caderno de caligrafia. Ué, a culpa não é minha se a letra dele é feia! Damon abriu o seu em seguida, vendo também uma jaqueta de couro preta, e uma espécie de kit Ante-Chutes-no-Traseiro – Anna não gostou muito desse último presente, ela pretendia chutar o traseiro do amigo – e ele pareceu feliz por ter algo para proteger o seu traseiro dos pés certeiros de Anna.
- Vocês esqueceram de olhar direito o que tem na sacola. - recomendei. Sem demora, os dois puxaram de dentro de seus respectivos sacos, um livro intitulado: Garotas, e como Conquistá-las by Aighton Far. Eles tinham sorrisos nos rostos, e eu sabia que eles praticamente devorariam os livros assim que tivessem chances. Gostaria de dar algo mais instrutivo como Atlas ou livros de História, ou até mesmo Peixes e seu Maravilhoso Mundo, mas eles não iriam gostar.
- E você deve fazer isso com o seu saco também, Ash. - disse para a loira. Empolgada, ela tirou do saco outro livro. No caso dois: Garotos, e como Conquistá-los by Aighton Far e Unha do Meu Coração de Victória Barch(este último era um tanto grossinho, com a capa rosa forte e brilhos, parecendo diário de uma menina de doze para quinze anos).
- JUJUBA EU SEMPRE QUIS ESSE LIVRO! BRIGADINHA! - gritou ela referindo-se ao Unha do Meu Coração, deixando um beijo desajeitado e molhado na minha bochecha. Anna riu, vendo a empolgação da loira, que também parecia muito satisfeita com os seus presentes.
- Fico feliz que tenha gostado.
- É, valeu cara! Nós adoramos os presentes, agora as gatinhas estarão no papo. - Mike agradeceu por ele e Damon; que não escondia seu interesse pelo livro. Anna o olhava de esguelha bem desconfiada.
- Por nada.
- E você trouxe algo pra Abelha? – perguntou Ashley. Anna Mel me encarou curiosa, enquanto eu tirava uma sacola grande do fundo da mala. Entreguei para ela, sorrindo largo.
- Espero que goste. – foi o que falei. A primeira coisa que ela viu quando abriu o saco grande foi o Doritos de 5k, junto ao Ruffles Cebola e Salça do mesmo peso e tamanho. Os olhos dela pareciam brilhar - mais do que o normal é claro -, admirando os dois ‘amados’ salgadinhos. Sim, a mala era bem grande. E sim, ela parecia uma bobinha olhando para as embalagens.
- Nossa, obrigada, eles são lindos. – agradeceu ela, feliz e sorridente. Abraçando os dois pacotes de uma só vez. Ou tentando fazê-lo. E caso me perguntem o que aconteceu com aquele outro pacote lá, que dei a ela de presente de aniversário... Bem, acho que vocês já sabem a resposta. Ela o devorou tudo e sozinha em um único dia. Acredite se quiser.
- Ainda tem mais.
- Tem?
- É só voltar a olhar o saco. – curiosa, Anna me obedeceu e abriu a sacola. Tirou de lá, um livro fininho, de capa rosa com detalhes em branco e preto. Seu título, A Bailarina Fantasma por Socorro Acioli. E outro, um pouco mais grosso que se intitulava: Receitas Extraordinárias; um livro que é de lamber os beiços! by Yminézia Price.
- Eu encontrei na seção internacional, é brasileiro, foi lançado no ano passado, mas o vendedor me contou que só este ano ele chegou as prateleiras do país. Achei que ia gostar, ele disse que era um dos mais vendidos e que as pessoas falavam muito bem sobre ele. - comentei explicando, encarando os olhos verdes de Anna Mel e o sorriso largo que estampava seu rosto.
- Eu realmente amei, querido! O leirei, eu prometo. - agradeceu me dando um beijo na ponta do nariz. É claro que ouvi um 'eca' do pessoal, mas não liguei. Sorri para ela em troca.
- E o que achou do outro?
- Receitas Extraordinárias? Vejamos, ele tem um Cupcake na capa, fala sobre novas comidas... Além de perfeito ele me deixa com fome. Mas eu gostei muito, e assim posso...
- Continuar seus experimentos e perseguir os cachorros e gatos das vizinhas e lhes forçar a prová-los.
- Hey, eu não os forço! Não sei falar Cachorês, então eu abro a boca deles e os faço comer. - corrigiu Anna.
- E como sabe se eles estão gostando? - perguntei.
- Eles abanam a calda e tentam lamber a panela. - respondeu dando de ombros. Ri.
- Bem, se você pode ler Harry Potter e suas 700 e tantas páginas, vai muito bem poder ler esses livros sem problemas. Assim você vai ficar mais tempo calada. - comentou Mike, baixinho.
- Eu ouvi isso eu nanico!
- Nanico? Sou maior que você sua pirralha!
- Não é não!
- É claro que sou!
- Deixa de ser idiota, você não consegue nem arrumar o quarto sozinho! Até com uma farpinha no dedo você chora. - retrucou Anna.
- É mentira!
- Mentira? Quem foi que se vestiu de Abelha no dia das bruxas?
- Foi uma aposta!
- Você tinha doze anos, crianças dessa idade não apostam!
- Então você está realmente desatualizada, querida irmã. Ou esqueceu que passou o dia seguinte inteiro no banheiro por comer demais os doces?
- Cala a boca!
- Uma pinóia! - retrucou irritado. Os dois tinham as bochechas vermelhas e se encaravam tentando intimidar um ao outro.
- Parem de brigar os dois, vão ofender minha beleza. - reclamou Ashley quando Anna ia dizer alguma ofensa ao irmão e ele iria retribuir na mesma moeda. - Ei, será que ainda tem bolo?
- E pergunta a mim? - questionou Anna Mel.
- É claro, você que é a doida por comida entre nós.
- Não sou louca por comida, apenas aprecio o que é bom. Aliás, não tem como acabar assim, tão rápido, eu fiz dois bolos. - rebateu a morena. É verdade, a comida, o bolo, tudo estava muito bom. Bom não, maravilhoso! Claro, foi Anna Mel que fez, não esperaria menos que isso.
- Não se esqueça do outro. - cutucou Ashley.
- Que outro? - perguntei confuso.
- O primeiro bolo que ela fez. Depois de pronto, ela não resistiu nem por dois minutos e quando percebemos ela estava toda melada de glacê. Sabe, como a tia Pattie está agora. - com um aceno de cabeça, olhamos para um canto mais afastado da sala. Ri quando vi minha mãe toda empolgada comendo o bolo e se melando toda com o glacê. Me lembrou muito a Anna.
- Tá tudo bem aí, tia? Consegue respirar? - perguntou a minha louca por comida em meio a risadas. Minha mãe mexeu cabeça afirmando sem parar de comer. - E os Cupcakes e salgadinhos e coxinhas também estão bons? - mamãe confirmou novamente. Foi impossível não rir.
[...]
POV ANNA
- Srtª Montês, é a quinta vez que peço para que acabe com essa conversa paralela! - reclamou o professor quando me virei para falar com Ashley. Me posicionei da maneira correta na cadeira, e o professor de matemática voltou a explicar o assunto.
- Viu só? Eu recomendei que não conversasse. - advertiu Justin.
- Mas essa aula é chata.

- Mas não é por isso que vai levar ma suspensão, não é? - continuou. - Eu me preocupo com você, anjo.  Não quero que seja suspensa e que sua mãe brigue... Oh, céus, me desculpe eu esqueci. 
- Tudo bem, não importa. - suspirei. Tava tão na cara assim que não gostava de mencionar o nome da minha mãe?
- Anna, você pode me responder essa questão já que está sabendo de tudo a ponto de conversar o tempo inteiro?
- Não estou a fim de responder, obrigada. Estou com preguiça. - a turma riu, e para minha surpresa, Justin também.
[...]
- Mas que ousadia! - reclamei baixo atrás da parede. Apertei firme o Doritos e o Ruffles Cebola e Salça, atrás da parede. Era hora do intervalo, e não posso nem me distrair e comprar comida que isso acontece. Eu queria bater no Damon agora, porém não na frente de Ashley que o olhava de braços cruzados.
- O que você quer, Damon? Eu estou procurando minha Abelha, faz muito tempo que ela foi comprar comida e não voltou... Aliás, porque estou dando satisfações a você? Agora solta o meu braço! - falou ela, mas ele não o fez. A puxou para si pelos dois braços quase colando os dois corpos. Pude notar ela vacilar. Quero chutar alguém!
- Será que dá pra esquecer a Anna um pouco? Ela está bem, e você sabe disso. Me diga o que houve, Ashley! - exigiu ele, os olhos pregados nos dela.
- Não houve nada, agora me solte!
- Não minha pra mim. Você tem ideia do quanto dói ver a pessoa com quem mais me importo no mundo ser completamente indiferente comigo?
- É mentira!
- Mentira? Eu quis te proteger, Ashley! Esses idiotas, todos eles não sabiam o tesouro que tinham, e aquele imbecil do Will.... Agr, eu tenho vontade de socar a cara daquele infeliz toda vez que te olha, e principalmente quando você flerta de volta. Eles não sabem o que é o amor e estavam te usando! Não consegue ver isso? - a trouxe ainda mais para perto, não desgrudando os olhares um minuto sequer.
- Ah, você está aí! Até que enfim, fiquei preocupado você demorou. - ouvi a voz de Justin ao longe, sorrindo aliviado. O puxei para perto e tapei sua boca, sem tirar os olhos da minha loira. - Que foi que eu fiz? - perguntou abafado pela minha mão.
- Promete falar muito baixo? - questionei no mesmo volume, e ele concordou com os termos. Tire a mão de sua boca. - Damon e Ashley. - expliquei.
- Ah, tá. - exclamou baixo entendendo e ficou olhando ali, junto comigo.
- ...E você por acaso sabe o que é amor? - rebateu a loira. Ele sorriu - de um jeito que nunca fez comigo - e a mão que segurava um dos braços, agora foi até seu rosto e fez um pequeno carinho em sua bochecha.
- Descobri o amor verdadeiro quando conheci você. E só pude perceber agora, o que deveria ter notado há muito tempo.
- E o que é que você deveria ter notado há muito tempo? - perguntou em quase um sussurro.
- Que eu amo você como nunca amei ninguém. Nem mesmo como amei Anna. Ela é uma garota maravilhosa, a melhor amiga de todo o mundo. Mas é você quem eu amo.
- Ama? - ela sorriu boba. Vamos parar com essa sacanagem em pleno corredor, obrigada?
- Uhum. Então não faça isso comigo de novo, não me ignore. Não faz ideia do quando isso doeu. - continuou sorrindo e acariciando a bochecha dela. Já disse pra parar com essa sacanagem!
- Eu também amo você, Damon. Tipo, mais do que amo meus esmaltes e cor de rosa, afinal, você sabe o quanto eu fico fabulosa com eles. - respondeu. Ele apenas riu, mirando agora a boca dela. Quando Ashley pôs as mãos na cintura dele e seus rostos estavam próximos demais, saí de trás da parede - mesmo com Justin tentando me impedir - e gritei o mais alto que pude.
- Oi galera! - gritei. Que vontade de chutar o traseiro do Damon. A minha loira não! - Pera, o que estão fazendo aí? - me fiz de inocente.
- Nada, estava procurando você e o Damon estava me ajudando. - mentiu se afastando dele. Não gosto dessas suas bochechas vermelhas, mocinha, pare já com isso!
- Parecia que iam se beijar. - continuei chegando mais perto. Damon recuou notando que eu tinha visto toda a cena. Tenha medo mesmo pelo seu traseiro, tenha mesmo.
- Tinha alguma coisa no meu olho e ele estava assoprando.
- E a posição do seu olho mudou? Boca no lugar do olho e olho no lugar da boca? - continuei.
- Eu vou ali, eu já volto. - foi tudo que Damon disse antes de sair quase que correndo. Ashley fez o mesmo na direção oposta à dele. E quando tentei perseguir o Damon e chutar o traseiro dele, Justin segurou meu braço e tudo que fiz foi encará-lo.
- Eu preciso contar uma coisa.
- Mas agora? Não pode ser depois que eu chutar o traseiro do Damon? - perguntei. Ele riu antes de voltar a expressão séria.
- Eu menti, Anna.
- Como assim, sobre o que mentiu? - falei confusa. Ele respirou fundo antes de tornar a olhar para mim.
- Eu não tinha cara de dizer aquilo, não tive coragem.
- Coragem de quê?

- Eu consegui uma gravadora, Anna. E eu vou embora definitivamente esse final de semana. - vi uma lágrima molhar seu rosto enquanto falava. Antes de qualquer coisa o abracei mais forte do que minhas forças permitiam. Isso não pode estar acontecendo.

Notas Finais: 
Espero que tenham gostado desse. Sei que é muito grande - ou não - mas é bastante crucial para os próximos, e eu prometo fazer uma surpresa pra vocês, hehe. Ah, só para não esquecerem, essa história se passa no ano de 2010, e o livro A Bailarina Fantasma foi lançado em 2009, blz? E os outros livros(Receitas Extraordinárias; Unha do meu Coração e blábláblá), foram inventados por mim e os nomes de seus 'autores' também, caso pensem que ficou estranho. Até o próximo e beeeeeeijocas minhas amoras com doritos :D

Bolo1: http://www.aojeal.org.br/gestor/img_noticias/26.jpg
Bolo2: http://mdemulher.abril.com.br/imagem/culinaria/galeria/receita-bolo-chocolate-com-morango.jpg 
Bolo3: (aquele que a Anna não resistiu e comeu) http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2007/11/31_156-bolo.jpg
Cupcakes da festa: http://www.confeitariadaluana.com.br/blog/wp-content/uploads/2011/07/datora.jpg
Livro A Bailarina Fantasma: http://4.bp.blogspot.com/-u5No-9-2Y_A/UbjvqgV3f4I/AAAAAAAAE5E/Q-3hTXgHhZI/s640/mel.jpg

0 comentários:

Postar um comentário

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang