5 de out de 2013

My Dear Nerd - What If - Capítulo 48 - Eu Prometo

POV ANNA
Entediada, resolvi pegar a bolsa e tirar de lá, meu pacote de Doritos de 200g. Abri o saco lentamente pra não fazer muito barulho e o professor me mandar guardar, porque eu realmente não obedeceria. Descansei o pacote sobre o colo e levei um dos Doritos a boca, deixando um sorriso aparecer pela felicidade de estar comendo. Aquele professor era simplesmente irritante, muito semelhante a uma minhoca com fome e a voz dele me dava nos nervos. Acho que não era a única a pensar isso, mas ainda sim eu não gostava daquele cara.
- Estou ouvindo o barulho do seu saquinho de besteiras, Anna Mel. Guarde-o já. - disse ele escrevendo algo no quarto. E porque toda essa implicância com a minha comida? Bolas, para de ser invejoso, só porque estou comendo e você não! Pus a bolsa um pouco mais para a ponta da mesa, para tentar esconder o meu pacote amado, e assim levei outro Doritos à boca. - Eu disse pra guardar, Anna.
- Mas não estou comendo nada. - protestei, mas devia mesmo era ter ficado calada. Estava de boca cheia quando falei, e pude sentir que ouvi algumas risadinhas contidas atrás de mim.
- Não está? - foi só eu quem sentiu ironia na voz dele? - Então o que está na sua boca?
- Minha língua, meus dentes... - ele bateu a mão na testa depois de ouvir minha resposta lógica. Mas é verdade, ué!
- O que é que eu faço com você, hein? - perguntou aparentemente tentando controlar a raiva.
- Me deixa comer minhas coisas em paz. - respondi e ele se irritou ainda mais - Eu juro que não vou fazer barulho. Vou ficar quieta e prestar atenção no que o senhor explicar ai. - apontei com o dedo para o quadro. Depois que percebi que ele estava sujo com o sal do Doritos, abaixei a mão com um sorriso amarelo.
- Tudo bem, mas se voltar a fazer barulho, conversar, olhar para o lado ou respirar alto demais, irá sair da minha sala, entendeu? - propôs. Tudo que fiz foi confirmar com a cabeça e o velho voltou a escrever no quadro. Em outras horas seria implicante com o professor, mas agora, estou comendo então vou obedecer. Além do mais, estou sentada bem embaixo do ventilador e a cadeira poderia ser considerada confortável. Justin, que estava sentado ao meu lado sorriu fazendo um pequeno carinho em minha perna. Dirigi o saco para ele, oferecendo minha comida. Ele negou, ainda sorrindo e tornou a olhar para a frente - sabe né, nerdeando como sempre - e continuei a comer.
  Para quem está curioso, poucos dias depois daquela notícia, ainda não tinha caído a ficha de que ele iria pra longe de mim. Fala sério, porque? Eu demorei tanto para encontrar um garoto como ele e de repente descubro que ele vai ficar longe de mim. E dessa vez, para sempre. Eu realmente não queria que ele fosse embora. Mas não tinha coragem de dizer e isso, seria muito egoísta. Não sabia falar ao certo se ele estava feliz com a viagem ou se estava triste, mas tinha certeza de que eu sentiria uma dor imensa com isso. Aliás, já estou sentindo, não é?
  Damon e Ashley não sabiam que ele iria embora, e nenhum de nós teve coragem de repetir aquilo em voz alta para mais alguém. Aqueles dois, Ashley e Damon, estavam mais irritantes do que nunca. Sempre juntos e aos risinhos e eu não sabia se o que Justin tinha me contado influenciou para meu humor ruim. Mas talvez esse fosse o ponto de tudo. Justin ir morar em outro país.
- ... E agora, como de costume, vocês sabem que na véspera de Natal, a escola dará um Baile de Natal. Todos devem ter acompanhantes; rapazes deverão vestir Smoking e as garotas vestidos longos. Faremos arrecadação de alimentos para crianças carentes, então já sabem que para pagar a entrada, é necessário ter ao menos 1k de alimento não perecível. Podem trazer também brinquedos, livros e roupas, ou materiais de limpeza. - agitação na turma e meu tédio ficou ainda maior. Levei outro Doritos à boca. Ele não estaria aqui mesmo, não fazia diferença. Pera? Aquela era a diretora? É, porque só reparei agora que era ela quem estava falando. - Bem, era só isso o recado, e... Ah, sim, Anna Mel o zelador disse que viu você passando trote na hora do intervalo. E contou que você quase brigou com a moça nova da cantina porque ela queria dar os cinco centavos de troco com balinhas. O que tem a dizer sobre isso?
- Não foi eu, era uma garota parecida comigo. - respondi em troca, a cabeça apoiada na mão livre. Ela fez uma leve cara feia, contrastando com sua feiura habitual e foi embora. Enquanto os demais faziam festas, tratavam de convidar seus parceiros, meu namorado permaneceu olhando para frente, como se não tivesse coragem de me encarar. Agradeci por não ter virado. Eu também não tinha coragem.
[...]
- Passa aquela saleira aí. - pedi a Ashley, sentada a minha frente na mesa do refeitório. Depois que ela fez o que pedi, joguei um pouco do sal nas minhas batatinhas e levei algumas a boca. Aquilo estava muito, mas o clima de festa e romance, pareciam estar testando minha paciência.
- Você nem admirou minha beleza hoje, o que aconteceu Abelha que me ama? - perguntou a loira. Olhei para ela com a boca cheia.
- Você tá muito bonita, Ash. Esse rosa combina muito com você. - respondi ouvindo as risadas de Justin ao meu lado. Tudo isso porque falei de boca cheia? Eu hein, cada doido com seu pote de doces!
- Brigadinha Abelha, sei que rosa combina comigo, qualquer coisa fica bem em uma pessoa lindamente linda como eu, mas você ainda não me respondeu. O que aconteceu?
- Nada.
- Quer perder o benefício do seu traseiro gordo? - ameaçou.
- Hey! Meu traseiro não é gordo!
- Responde aí, Jujuba.
- Responder o que? - perguntou inocente - ou nem tanto - tentando não rir da carinha de malvada que ela tentava inutilmente fazer.
- Responder se ela tem um traseiro gordo ou não.
- Bem,... Ela tem um traseiro muito lindo.
- Eu perguntei se é gordo, Jujubona, e não se é bonito.  - respondeu irritadinha. Eu ri. - Mamãe rosa!
- Mas é lindo, ué.
- Brigadinha. - deixei um beijo na bochecha dele. Mordi outra batata.
- Isso não é justo, são dois contra um; que obviamente é lindamente maravilhosamente perfeita. Mas mesmo assim é apenas uma. - reclamou cruzando os braços, encostada na cadeira. Parecia uma criança birrenta. Se bem que ela é uma criança birrenta.
- O que estão fazendo com ela? - perguntou Damon sentando ao lado da loira com um sorriso idiota direcionado a ela. Parei de rir no mesmo instante. Ele quer mesmo perder o beneficio do traseiro gordo dele.
- Estão sendo maus comigo, Dam. Acredita?
- Acredito sim. Eles são muito malvados, mas eu não sou igual a eles. É por isso que eu estou convidando você para ser meu par nesse tal baile de natal. O que me diz? - ela parecia sorrir ainda mais a cada palavra que saia da boca dele. Eu já disse pra ficar longe da minha loira! Ele quer mesmo perder o traseiro!
- Tudo bem, eu vou com você ao baile. - aceitou sorridente. Ele ia se inclinar para dar uma beijoca nela, as eu não ia deixar que um bonitão qualquer fizesse isso, e ainda por cima, na minha frente. Pigarrei alto o suficiente para que ele soubesse que eu estava ali, e qualquer ato que eu considerasse safado, ele seria desprovido do traseiro.
- Mas eu pensei que você ia comigo, Ash. Pra zombar das garotas acompanhadas! - falei a primeira coisa que me veio a cabeça.
- Mas você vai com o Jujubona, mulher! - rebateu. Encarei Justin por poucos segundos, e constrangida, pus todas as batatas na boca de uma só vez.
- Eu não vou poder ir, loira. - falou meu namorado meio baixinho.
- Mas como assim? Você tá doente? É o que, desjujubamento hormonal? - continuou a perguntar.
- Não, eu apenas não estarei lá. - ele parecia bastante sem jeito, mas não tinha coragem de repetir o que ele tinha me revelado há alguns dias.
- E porque? Porque não vai estar lá e me admirar, sendo linda como sempre. Isso também é muito injusto, Justin.
- Eu menti quando disse que não tinha conseguido uma gravadora, Ashley. Vou me mudar para Atlânta esse final de semana. - respondeu de uma vez só. Ela abriu a boca em surpresa, e logo depois senti o olhar dos meu amigos sobre nós.
- Mamãe Rosa. - exclamou a loira sem saber o que dizer. E eu fiz que sabia fazer melhor: continuei comendo.
[...]
Um Dia Depois...
- Isso não é justo! - reclamei cruzando os braços. Hoje foi um dia legal, largamos cedo acreditam? Pois é, e agora estamos na casa do Justin. Ele me olhava risonho, enquanto eu me sentia completamente indignada por meu Ruffles ter acabado, e por conta disso quase não senti o carinho que ele fez na minha perna.
- Porque você aqui comigo e relaxa? - riu um pouco. Mas sou birrenta, então continuei sentada na cama.
- Não seja mal, minha comida acabou. - acabei me rendando e deitei ao seu lado, apoiando minha cabeça na curva de seu pescoço. Que cheiro bom!
- E por falar em comida, o que fez com os salgadinhos que eu trouxe pra você?
- Eu comi, ué! - dei de ombros e ele riu novamente.
- Vou sentir muita falta disso quando for. - soltou sem querer, fazendo um leve carinho no meu braço.
- Nem me lembre disso. - suspirei. - Está tão perto. Faltam apenas dois dias.
- Eu gostaria muito que fosse comigo.
- Eu também gostaria, acredite, mas não posso. Preciso de uma permissão da minha mãe, tenho de terminar a escola e não posso deixar a minha loira sozinha com tantos urubus por aí. Você não faz ideia da quantidade de garotos que a convidaram para o baile depois do Damon. É claro que ela recusou porque já tinha aceitado o convite dele, mas mesmo assim.
- Os garotos também convidaram você, e para ser sincero, não foram poucos.
- Como sabe?
- Ashley.
- Ah.
- E você sabe que só precisa pedir. Me peça para ficar e eu desistirei sem pensar duas vocês. - insistiu. Me apoiei na cama para olhá-lo melhor.
- Eu não posso, Justin. Eu gostaria muito de dizer isso, mas é tão egoísta. É o seu sonho, uma vida melhor pra você e pra sua mãe, você tem talento e não pode jogar tudo isso pelos ares por uma simples garota.
- Por uma simples garota? Então quer dizer o fato de me fazer amar você, de ter salvado, literalmente, a minha vida não significa nada? E tudo o que aconteceu entre nós?
- Não é isso Justin. E só pra lembrar, você salvou minha vida primeiro...
- Não estamos falando de quem salvou a vida de quem primeiro. Estamos falando de sentimentos, e eu amo você. Então não fale de si mesma como se não tivesse importância, porque pra mim você é muito importante. Você é uma parte da minha vida que não quero deixar para trás, não entende? Você diz que esse é meu sonho, e realmente é, mas não adiantaria de nada se você não estiver lá comigo. - depois dessa eu já não tinha respostas. Tudo que pude fazer foi olhar bem para cada detalhe de seu rosto, pretendendo guardar bem na memória cada traço do seu rosto perfeito.
- Sinto muito.
- Você ainda me ama?
- É claro que sim.
- E vai continuar me amando mesmo quando for embora?
- Acha que vou deixar de amar você? Justin, qual é? Você foi a melhor coisa que eu tive, acredite. E vai ser muito doloroso também quando você me esquecer e ter outros relacionamentos. Mas essa é a vida.
- Não vou esquecer de você, não vou amar outra pessoa. - eu ri triste, mesmo sabendo que era mentira. Sabia que ele me esqueceria quando ficasse famoso, mas nada poderia se fazer a respeito. - Voltarei para buscar te buscar, Anna.
- Promete? - perguntei mesmo sabendo que isso não aconteceria.
- Eu prometo. - respondeu firme e juntou nossas bocas em um beijo. Nos separamos por alguns momentos, que foi tempo suficiente para que eu pudesse sentar sobre suas pernas, enquanto ele, tinha as costas agora apoiadas na cabeceira da cama. O beijo se tornava intenso a cada instante, a casa era só nossa. A cada troca de beijos, ele me prensava ainda mais contra ele, e com o outro braço livre, passava a mão no que podia do meu corpo. Com as pernas entre sua cintura, segurei seu rosto com uma das mãos; a outra procurava desesperadamente retirar a roupa que ele vestia. Era a primeira vez que fazíamos aquilo, desde que ele chegou.
- Nunca vou esquecer você, eu prometo. - repetiu mais uma vez, e foi assim que nos beijamos novamente.

Notas Finais
Então pessoal, demorei mas cheguei e espero que tenham gostado do cap, acabei de fazer ele, tá um pouquinho longo, mas é o ante penúltimo da fic, e ainda estou me decidindo sobre algumas coisas. Mas o que acharam? Ficou bom? Vejo vocês no próximo? Beeeijos meus amores, vou ali comer meu Doritos e meu Ruffles. Tchau :D
Roupa da Ash: http://lookbook.nu/look/5389054-Mar-Bcn-Golden-Snake-Bracelet-Jessica-Buurman
Roupa da Anna:
Escola: http://data2.whicdn.com/images/80463332/large.jpg
Casa do Justin: http://data1.whicdn.com/images/80460368/large.jpg

0 comentários:

Postar um comentário

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang