11 de mai de 2013

My Angel - Prólogo

Fanfic / Fanfiction de Justin Bieber - My Angel - Capítulo 1 - Prólogo

30 de Novembro, New York City, 22:40pm

Sabe quando as coisas parecem estar de cabeça para baixo? Quando nada dá certo em sua vida e a única coisa que quer e se jogar de vez em um abismo para que tudo isso tenha um fim? Como se tudo desmoronasse sobre sua cabeça e você não tivesse como parar? Eu me sentia assim, ou talvez até pior. Minha vida nunca foi um mar de rosas. Pode parecer drama de adolescente, mas só eu sei o que sinto. Não sou a mais magra, ou a mais alta. Ou até mesmo a mais bonita ou popular da turma. Tenho poucos amigos e nem eles entenderiam se eu explicasse a eles. A garota que a muitos anos chamei de melhor amiga, passou a namorar o cara que eu tinha uma paixonite. E ela sabia disso. Quando dizem que nem sempre conhecemos as pessoas, elas não estavam erradas. Acho que talvez a vida tenha um propósito na vida das pessoas. E talvez na minha não tenha o príncipe do cavalo branco. Talvez... Talvez tudo que esteja passando não seja em vão. Mas quem garante? Pensar no quanto meus pais me odeiam, no quanto sou inútil e desnecessária não me faz sentir melhor. Não sei se eu serei feliz algum dia. Mas hoje meu coração se encontra partido, como sempre foi é claro. Afinal, o que deveria esperar? Que tudo, simplesmente tudo mudasse de uma hora para outra? Que minha vida se tornasse mais feliz do que os comerciais de margarina? Qual é!

E... Enquanto a ele? O que eu deveria fazer? Talvez nada, certo? Bom, nem eu sei. Foi tão surpreendente o jeito que apareceu na minha vida, transformando-a em algo que realmente me orgulhei por momentos. Ele me mostrou um lado que eu não conhecia e... E mostrou também que tudo poderia mudar. Ou quase tudo. Sim, eu o amava. Mas isso não significava que seria feliz para sempre com ele. Como se o para sempre existisse. Faça-me um favor! Não sou a garota perfeita para ele. Sou uma pessoa cheia de problemas familiares. Uma garota cheia de inseguranças e medos. Uma garota que usa drogas em esperança de aliviar a dor que sente no coração. Nem meus pais me quiseram. Eles viviam em brigas constantes. Eram infiéis e me agrediam da pior forma existente. Diziam coisas que me machucavam, e machucam até hoje para ser honesta. O velho poder das palavras.

Porque isso? Eu não entendo! Nunca fiz mal a alguém, ou fui uma filha ruim. Nunca lhes dei desgosto. Era difícil entender aquilo. Mas as vezes paro para pensar e vejo que a causa de toda essa reflexão é ele. Poderia simplesmente me jogar logo e acabar de uma vez por todas com esse sofrimento que embala minha alma. Terminar isso nas águas mais profundas e frias que cuidariam do meu corpo melhor do que as pessoas. Melhor do que eu mesma. Será que ele viria até aqui? Será que ele realmente se importava comigo como afirmava? Será que amava-me com todo o coração, como dizia? Ou estava simplesmente tentando consolar uma garota de sentimentos feridos? Sim, eu o amava. Eu o amo. Mas a vida não me dá escolhas.

Por muitas vezes me perguntei se o amor pode salvar vidas e se o sentimento expressado nos livros realmente existia em sua intensidade avassaladora. Sim ele existia. Eu sabia que existia por que eu sentia. Sentia toda minha alma chamar por ele em completo desespero. No fundo eu queria que ele chegasse a tempo. Que me fizesse desistir da loucura que estou prestes a cometer. Mas ao mesmo tempo eu o queria longe para afastar por completo a dor que me consumia.

O vento frio batia em minhas costas, bagunçando meus cabelos e ao tocar na barra de ferro, para me debruçar sobre as águas a metros a baixo de mim, me permiti que as lembranças preenchessem minha mente. E eu só sabia de uma única coisa antes de me debruçar quase por completo. Que eu o amava. Mas ainda persistia a pergunta que rondava meus pensamentos por anos. O amor realmente pode salvar vidas?

0 comentários:

Postar um comentário

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang