26 de mai de 2013

My Dear Nerd - Capítulo 41 - Aninha Abelhinha

Fanfic / Fanfiction de Justin Bieber - My Dear Nerd - Capítulo 41 - Aninha Abelhinha
POV JUSTIN
Ela correu para perto de nós, sentando ao lado da minha mãe. Respirando fundo, como uma maluca. Se bem que ela é uma maluca, mas enfim...
– O que houve loira? – perguntei curioso.
– Jujuba, Aninhabelhinha, Pattiegatinha, vocês precisam saber de uma coisa. – falava ela. Respirando fundo, e descompassado.
– Então fala logo. Está me deixando muito curiosa. – comentou Anna Mel.
– O Damon, ele foi embora.
– Como assim foi embora? – perguntei confuso.
– Ele foi embora da cidade. E nem consegui me despedir dele. Ele foi embora, e me deixou. O que vou fazer sem ele? Cara, eu ainda tinha que roubar umas beijocas antes dele ir embora. – falava ela. Com um bico enorme na cara, de braços cruzados.
– E você ao menos sabe o destino dele? – perguntou Anna. A encarei estranho. Alguma coisa me dizia que ela sabia disso.
– Não Aninha Abelinha. Num deu pra saber. E agora? Quem é que eu vou beijar? Quem? – se perguntava a loira. Almentando ainda mais o bico. Encarei agora, Anna. Que mais uma vez, tinha o olhar perdido.
– Porque você está chamando ela de “AninhaAbelinha?” – perguntei mudando levemente o assunto.
– Ora, porque se ela tem no nome “Mel” quer dizer que alguma abelinha pode roubar todo o melzinho dela. Ou seja você. – respondeu ela. Arregalei os olhos confuso.
– E o que isso tem haver comigo? Nada do que você disse ai, faz sentido.
– É eu sei que não faz nenhum sentido. Mas fica mais legal quando não faz sentido nenhum. – rebateu ela. Enquanto eu ri de leve. Claro. Nada que ela fale ou faz tem sentido.
– Você tem certeza de que ele foi embora, Ashley? – perguntou Anna.
– Tenho sim. Mas porque? – perguntou a loira de volta. Anna Mel suspirou, frustrada.
– Nada. Eu pensei que ele ao menos se despediria de nós. – respondeu suspirante. Deixando novamente a cabeça na curva do meu pescoço.
– Eu sei, eu vou sentir muita falta das vezes em que eu roubava os beijinhos do Damon. Mas ei, Juju. Porque não mostra aquela música que você fez, ou sei lá o que? Mostra, a AninhaAbelinha vai gostar. – falou ela. Logo mudando o assunto. Anna levantou a cabeça, me olhando estranho. Surpresa.
– Uma música? Você fez uma música pra mim? – perguntou ela, com um sorrisinho de lado no rosto. Preciso dizer que fiquei vermelho? Eu ainda nem terminei a música.
– Bom... Er... Eu fiz sim mas... – guaguejei completamente desnorteado. Ashley, você ainda me paga. Vou acabar com todas as suas unhas e seus cabelinhos lorinhos.
– Sério? – continuava Anna. Me olhando boba.
– É sim AninhaAbelinha! Ele fez uma musiquinha tão fofinha! Canta pra ela, Juju. Canta, vai. – dizia Ashley afobada.  Correndo pro meu quarto. Logo em seguida, retornando com meu violão em mãos. Engoli em seco, encarando o instrumento. Eu ainda não terminei a música, essa loira é o que?... Loira? O.o
– Eu ainda não terminei a música. Ela tá pela metade, eu....
– Nada disso Juju. Você vai cantar sim senhor. – disse Ashley, me entregando o violão. Anna saiu do meu colo, sentando no sofá a frente de mim. Sentei de frente a ela, respirando fundo. Nervoso. Enquanto Anna Mel, me encarava esperançosa e atentamente.
– Bom, eu fiz essa música quando nós nos separamos pela primeira vez e bom... ainda não consegui terminar. Mas como que que eu cante, tudo bem. La vai. – falei explicativo. Vai que ela não goste da música? Minha nossa.
Suspirei, finalmente dando iníco a música. A palheta deslisava com facilidade pelas cordas do violão, enquanto eu cantava. Era possível sentir o olhar das três mulheres em mim. Eu podia ouvir um chorinho fininho.  O que com certeza era de Ashley. Já que quando eu levantava o olhar, podia ver ela segurar um paninho branco. Enchugando as lágrimas. Já minha mãe, fazia o mesmo que a loira. Enquanto Anna me encarava encatada. Agora, eu podia ver um sorriso pequenininho e tímido invadir seu rosto. Apesar de pequeno, aquele sorriso com toda a certeza, fez o meu dia. Minha voz pouco a pouco foi sumindo, enquanto apenas ficava o som do violão. Indicando que a música estava terminando. Encarei Anna assim que a música terminou, dessa vez com mais firmeza.
Vendo uma lágrima molhar seu rosto. Correndo até mim, me abraçando com força pelo pescoço. O que me fez sorrir largo, com tal ato. Será que ela gostou?  Deixei o violão ao lado no sofá. A abraçando com força, fazendo assim, ela sentar no meu colo. Sorri ainda mais, sentindo ela encher meu rosto com beijos. Um dos mais deliciosos que ela tem. Se bem que, todos os beijos dela são maravilhosos.
– Ei calma. – falei rindo. Uma risada bem escandalosa. Mas tudo bem. Ela parou o que fazia me olhando fixamente os olhos. Sorri acariciando seu rosto, com o dedo polegar.
– Você gostou? Gostou mesmo? Eu sei não está tão boa, eu ainda não terminei. Mas vou terminar eu prometo. Ai eu canto pra você ela pronta, é só um pouco mais de tempo e... – eu falava sem parar.  Ashley me fez cantar pra minha namorada uma música pela metade. O que essa garota tem na cabeça? Caca? Se bem que, é bem provável que ela só tenha caca na cabeça.
– Como assim gostou? Está perfeita! Ela está perfeita assim, você não precisa terminar. Eu amei. Amei a música meu amor, obrigada. – falava ela. Segurando meu rosto com as duas mãos. Me dando um selinho bem molhado. O dos meus favoritos.
– Bem, vamos deixar o casal se pegar ai. Mas lembrem-se. Usem a de manga! É a melhor que tem. Beijos. – falou minha mãe. Encaramos ela estranho. Todos nós que estavamos na sala. Como é que é? Ela disse isso mesmo? Ou é coisa da minha cabeça?
– O que foi? – perguntou ela também nos encarando estranho.
– Nossa! Pattie você tá mesmo por dentro de tudo nesse mundo, né? Aê, me diz se existe mesmo aquela que brilha no escuro. – falou Ashley empolgada. E assim elas caminharam juntas para fora da casa. Nós encaramos, estranho. Certo. Não consigo acreditar que minha mãe está dando uma de expert em camisinhas. Vou ter uma conversinha com ela depois.
– Pelo visto não somos os únicos que sabemos sobre essas coisas. – comentou Anna. Ainda com o seu sorrisinho de lado. Ao menos ela tava sorrindo. Não era o sorriso que eu queria ver, mas ao menos é um sorriso.
– É mesmo, ainda estou abismado por minha mãe saber disto. Mas, mudando de assunto, o que achou da música? Você gostou mesmo? – perguntei curioso. Enquanto ela ainda acariciava meu rosto.
– Eu amei, lindo. É perfeita. Obrigada. Você não sabe o quanto é importante pra mim, ter tanto carinho. – falou ela. Baixinho. Mas ainda sim doce. Sorri lhe dando um selinho.
– Você merece se sentir amada todos os dias. Você é a mulher mais especial do mundo. Eu amo você mas do que qualquer coisa. Espero que nunca esqueça disso. Eu não quero perder você. – admiti, observando todos os traços perfeitos de seu rosto.
– Eu te amo mais. – falou ela. Logo estavamos unidos em um beijo doce e maravilhoso. Eu segurava sua cintura, enquanto ela por sua vez segurava meu rosto. Docemente, fazendo leves carinhos com o polegar. Era uma sensação maravilhosa sentir os lábios dela. Sempre que nos beijavamos, eu tinha a sesação de ser a primeira vez. Eu tinha a certeza absoluta de que não conseguiria viver sem esses lábios, seu seu cheio, seu corpo, seu calor. Sem ela nada fazia sentido. Mas quando estavamos juntos, eu me sentia mais que completo.
– Então, já que você fez uma música linda pra mim... – dizia ela após partir o beijo, quando a interrompi risonho.
– Uma linda música pela metade. – corrigi rindo.
– Uma linda música, não importando que foi pela metade eu vou fazer um enorme sacrifíco por você. Vou lá em cima, e buscar seus livros de matemática pra estudarmos. – falou ela. Ri ainda mais.
– Nossa. Se pra você estudar é sacrifício, mau posso imaginar como é ir para a escola todos os dias pra você. – comentei risonho. Recebendo um selinho um pouco demorado.
– É um enoooorme sacrifício sim viu, Sr. Nerd. Agora espera, que vou pegar os livros antes que eu desita. – falou ela suspirante.Saindo do meu colo. Eu ri, vendo pouco a pouco ela sumir do meu campo de visão. É. eu realmente sou o cara ou nerd, mas sortudo do mundo.

POV ANNA
Suspirei encarando meu reflexo no espelho. Eu com toda certeza sou a garota mais sortuda do mundo, em relação ao meu namorado. Ele era perfeito em todos os sentidos. Eu nunca imaginaria que ele faria uma música pra mim. E mais uma vez, o Juju me surpreende. Mas fora isso, sou completamente azarada. Perdi meus verdadeiros pais, perdi minha avó adotiva que tanto amei, perdi meu primeiro cachorrinho, perdi Rose, e agora Damon vai embora sem ao menos se despedir.  Ele já me contou por diversas vezes que recebeu um convite pra dançar na Broadway. Eu particularmente não queria que ele fosse. Mas seria muito egoísta da minha parte, fazê-lo ficar. Infelismente eu tinha que deixar ele seguir em frente.
Depois da morte de Rose, a minha mãe adotiva que tanto amei e ainda amo, não consegui mais sorrir. Sabe, aquele sorriso grande e escandaloso de antes. Eu simplismente não conseguia sorrir. Por mais que eu tentasse, não saia nada. Porém hoje, Juju me arrancou o mais simples sorriso. A música que ele fez, foi realmente linda. Eu certamente não saberia o que fazer se, não tivesse o meu nerd favorito sempre me mimando. Me fazendo sentir a garota mais especial do mundo. Se não tivesse que ouvir e ver as loucuras da loira que tanto amo. Não saberia o que fazer se não tivesse Damon e seu lindo sorriso sarcástico, ou Pattie e suas falhas tentativas de cozinhar. O que lembrava muito Rose.
Ela era péssima na cozinha, e o resultado era que eu sempre cozinhava. Caso ela tentasse cozinhar, como da última vez que tentou colocaria fogo na casa. Ou no quarteirão, ou na cidade. Enfim, ela era um desastre na cozinha. Mas isso sempre rindia boas e longas risadas. A cozinha suja e nós duas sujas. Bons tempos que agora ficariam apenas nas boas lembranças. Suspirei, deixando o banheiro sem o pequeno sorrisinho que Justin conseguiu arrancar de mim, minutos atrás. Ajeitando melhor meu pijama ao corpo. Mais uma vez respirei fundo, no intuito de procurar os livros antes que eu desistisse.
– Pijama bonito. – ouvi uma voz. Olhei para frente no mesmo instante, dando de cara com Damon. Arregalei os olhos.
– Damon? Ashley disse que você tinha ido embora. Você vai ficar? Desistiu de ir?  – falei num fio de voz. Eu não queria saber como ele entrou aqui. O que importava era que ele estava aqui. E no que dependesse de mim, faria de tudo para que ele ficasse aqui.
– E fui. Mas voltei no meio do caminho. Trouxe isto. – falou ele. Ficando mais perdo de mim. mostrando um colar. O reconheci de imediato. Era um dos meus prediletos.
– Eu achei que tinha perdido. Obrigada. – falei ainda baixo.Estendendo a mão para pegar meu objeto. Mas ele recuou a mão, me fazendo encará-lo estranho.
– Eu só voltei porque tenho que dizer uma coisa. – falou ele. Ficando ainda mais próximo de mim. Respirei fundo.
– E porque tem que dizer, segurando meu colar? – perguntei curiosa.
– Bem, por que o estou pra dizer é... Provavelmente a coisa mais egoísta que já disse na minha vida. – disse ele. Baixo. Ficando frente a frente comigo. O encarei fixamente, completamente confusa.
– Damon não faça isso.
– Não. Eu só tenho que dizer uma vez. Você só precisa ouvir. Eu te amo Anna Mel. E é porque eu te amo... que não posso ser egoísta com você. Por que você não pode saber disso. Eu não mereço você. Mas Justin merece. – falou ele doce. Ainda intacta, senti ele se aproximar deixando um doce beijinho na minha testa. Tornando a me olhar fixamente os olhos.
– Deus, eu queria que você não tivesse que esquecer isso. Mas você tem que esquecer. – falou ele enquanto via uma lágrima cair de seus lindos olhos azuis. Derrepente, fechei os olhos logo os abrindo novamente. Olhando em volta, do quarto vazio. Eu tinha a estranha sensação de que alguém estava conversando comigo ali. Ainda confusa, peguei os livros saindo do quarto.

Tá muito confuso? Se tiver, no final da história, que está bem próxima, vale lembrar, vocês vão entender porque coisas estranhas acontecem. Hehehe - sendo má novamente - Beijocas princesas feitas de Doritos Queijo Nacho... Não, pera. Queijo Nacho é meu esposo. Bom... Ah! Beijocas princesas feitas de jujuba com calda de morango :D

0 comentários:

Postar um comentário

About

 

Fanfics para Belieber Template by Ipietoon Cute Blog Design and Bukit Gambang